Descortinar.

Por , Comentario
Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

v.t. Correr a cortina, para mostrar ou patentear. Distinguir, notar, descobrir, enxergar. Revelar, mostrar. Avistar ou descobrir ao longe. Abrir clareiras em (mata ou floresta).

Sinônimos de Descortinar: 
avistar, descobrir, distinguir, enxergar, notar e patentear.

Definição de Descortinar:
Classe gramatical: verbo transitivo direto.
Tipo do verbo descortinar: regular.
Separação das sílabas: des-cor-ti-nar.

--- x ---

Descortinar a si mesmo é, ao meu ver, um processo perene para aqueles que se propõem. Descortinamo-nos várias vezes ao longo da vida, penso eu. Mudamos. Mas poucos têm a capacidade de permitir-se descortinar, e um número menor ainda de pessoas possui a força necessária para atravessar os limites destas cortinas. De tentar, se jogar. Saltar por através delas.

Não digo que aqueles que o fazem são mais corajosos, apesar de que essa prática exige certo punhado de coragem em determinado momento. Talvez o que me impulsione no atravessar das cortinas que descortino seja o medo de ficar. "Ficar à margem de mim mesmo". Corajoso, fugitivo ou covarde? Prefiro pensar em "descortinador" e deixar os outros rótulos falarem por si mesmo, depois, ou para outrem. Meio que não me interessam tanto. 

Começo este blog para marcar e me acompanhar em mais uma nova jornada; finalmente decidi começar uma segunda graduação. Depois de alguns anos de indefinição, experimentações, pesquisas e terapia, decido pela Psicologia como agenciadora dessa nova fase. É um processo de redefinição do meu eu profissional que respinga, ou é respingado, e muito, na/pela minha concepção do meu eu pessoal, descortinando novos mundos uma vez que não mais consigo ser atravessado pelo atual.

Não tenho a pretensão e nem o objetivo de conseguir leitores aqui. Nem comentários, compartilhamentos, engajamento social-digital. Elementos que são tão relevantes para a blogosfera e demais redes sociais - e digo isso como profissional formado em Marketing, enjoado com os valores que inflamam essas novas mídias. Na verdade, este blog servirá como um diário de bordo. Como algo feito mais para minha própria documentação do que para qualquer outro fim. Entretanto, se vier a servir aos interessados no caminhar de quem está começando em psicologia, ou mesmo servir àqueles querendo trocar de segmento profissional, como tantos outros blogs me serviram para tal, sejam bem-vindos.

Obs.: Post escrito em Julho/14 e programado para inserção em Março/14 na tentativa de obedecer à cronologia dos fatos da forma mais fiel possível. Inicialmente, este blog tinha a finalidade de somente receber meus textos de questões mais pessoais, antes exibidos e outro site, na tentativa de separá-los do antigo canal de uma proposta mais diversa.

0 comentários

COMENTÁRIOS AGORA