Intolerância Relevante

Por , 5 Comentario
Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter



Cara, sou muito em prol da praticidade, mas nem sempre isso me faz uma pessoa prática. Meu temperamento é estável quase sempre, mas o que me tira dos eixos não é nada obviamente catalogável. Muito pelo contrário. Pode ser qualquer coisa, desde um “ai” dito de uma forma estranha, em um dia normal, em uma conversa casual, até as mais nítidas indiretas:


- Tivemos muito trabalho pra terminar esse projeto.

- Eu tive... quer diser.

- Não, nós tivemos.

- Ai, Adriano...

- Rapaz, eu não vi você escrevendo nada que prestasse para esse projeto. Afinal, você não escreve muito bem, né? “Dizer” é com “z”...

(E a outra pessoa fica off line do MSN)


Pra início de post, esse é um diálogo fictício. Mas acontece mais ou menos desse jeitinho mesmo. E daí? Quer dizer, quem pode me exigir uma conduta simpática e perfeita sempre? E quem disse que isso é defeito? Tenho personalidade forte e paciência curta mesmo.

Primeiro de tudo: eu detesto pessoas que vivem se lamentando da vida, assim como odeio pessoas “superfelizes”. Para mim, estão todos se sobrecarregando de projeções. Isso, projeções. Segundo: Pessoas que se auto-afirmam... nossa... tenho sérios problemas com pessoas espaçosas assim. Um diálogo com estas é sempre um monólogo. Vocês já conheceram pessoas que sempre discursam sobre suas dificuldades sobre-humanas para justificar algo mal feito? Putamerda...

Tem hora que não dá. Não dá tempo filtrar a tolerância.

O problema é que cada vez mais pessoas parecem se programar a/e se prestar a conviver em situações extremas de cinismo. Não tenho culpa se não me encaixo em suas projeções, desculpe-me. Acho que ouvi isso em uma musica da Pitty, né, mas é o caso. Eu já sou complicado demais para interagir com uma pessoa #fail.

Por favor, Brasil. Vamos facilitar os processos. Se eu não gosto de você, e você não me suporta, porque temos que fingir uma amizade?

Diplomacia não é falsidade, fato. Mas meus ouvidos não são penicos, e minha paciência não é de Jó. #falomesmo.

5 comentários

  1. avatar dexland says:

    Putz, incrivel como parece que fui eu que escrevi isso, me identifiquei demais.

    Medo/ódio de gente coitadinha, boazinha, feliz demais, e os super-egos.

    Morte lenta pra eles.

    • avatar Claudia says:

      ai, acho que tem que chutar o balde mesmo.
      Odeio pessoas cínicas e/ou metidas. E o pior é aquelas EFUSIVAS que fazem a linha "melhor amiga"... deus do céu.

      • avatar Marco says:

        Eeeeeita que ele fez besteira, e acertou, né? rsrsrs... sua cara chutar o balde e conseguir o que quer! heheheehe...

        É uma arte... adoro.

          • avatar Sávio says:

            Tem horas mesmo que não dá pra suportar algumas pessoas que nos rodeiam que nem falam com a gente, são um bando de cínicas e assim que precisam de algo vêm falar como se fossem bff... na minha faculdade tem muuuito disso. É simples: eu te isolo, vc me isola e vamos em frente!

            COMENTÁRIOS AGORA