Quando eu soltar a minha voz...

Por , 4 Comentario
Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter
------------------------------------------------------------------------------------------


“É com essa boca que eu canto,
que falo ao mundo o que quero,
o que penso e o que sinto.

É expressando esse prazer
que transbordo a forma mais solene de explodir emoções;

Tocando almas com meu som,
Prendendo olhos com um sorriso de gozo,
Criando laços com quem só me viu naquele momento.

Sou mais de um, somos um só.”

Choeur de Bouche- Coro de Boca -
------------------------------------------------------------------------------------------

Depois de seis anos em silêncio, essa galerinha voltou a se reunir em noites outrora modorrentas, transformando-as novamente em cores, notas e melodias clássicas e inspiradoras.

No dia 23 de Dezembro de 2009, convidados pela direção do Shopping Benfica de Fortaleza, aconteceu a apresentação de retorno aos palcos do grupo vocal Choeur de BoucheCoro de Boca - em nova formação. A mostra incrementada para o período natalino teve um gostinho a mais para o grupo que expôs peças clássicas como Imagine (John Lennon), Encontros e Despedidas (M. Nascimento ), A Bela e a Fera (Alan Manken), e o carro chefe da noite Canto dos Sinos de Belém, escrita em 1947 por M. R. Hohman, entre outras. Fãs de Tim Burton não dispensaram comparações nesse ultimo número, e os aplausos do público foram revigorantes. Todas as músicas do grupo vocal Choeur de Bouche são adaptadas para múltiplas vozes, e o evento de ontem abriu uma série de apresentações que haverá no ano de 2010.

Audácia, dedicação e simetria. Como componente dessa “trupe”, eu posso dizer que estes são os valores que unem as personalidades do grupo. Um panelão de gente doida que teve esse aspecto como um pré-requisito para sua formação. Brincadeiras à parte, trata-se de um projeto arrojado, uma promessa que aquece corações e espíritos, uma vontade insistente de escapar da rotina cinza da qual não mais nos engajamos desde que conhecemos Bach, Leavitt, Beethoven, Haendel, Vivaldi... Nossa, é como se algo arrebentasse nosso chão nos forçando a arriscar vôo quando esses carinhas nos dizem e nós escutamos. E nós cantamos.

Quando moleques, éramos vários.
Agora, crescidos, somos poucos e bons.

Um feliz natal a todos, e um próspero ano novo!
Que venha 2010!

4 comentários

  1. avatar Thissyane says:

    Diante do que meu caro colega Adriano escreveu, emociono-me ao comprovar que é a mais pura verdade.
    O grupo está com nova formação, procurando se unir cada vez mais.
    Voltaremos com força total em 2010!!
    abraços!

      • avatar joelton Gondim says:

        A fonte usada ficou muito massa mesmo. Espero q nós tenhamos um otimo desempenho fazendo com q este grupo realmente se torne profissional.
        E agora é entrar com tudo em 2010, marcando presença onde quer q passemos fazendo apresentações, deixando todos q nos escutarem querendo cada vez mais nossa presença.
        E esse blog ta muito massa!!
        Felicidades!!!

        • avatar Yanes Maciel says:

          Existem pessoas que não conseguem ficar longe umas das outras... certos ideais não morrem e certos corais nunca param de cantar.. vida nova ao coral de boca em 2010. Abraços do amigo que está no RN agora... estou à disposição para o que precisar(mos) de gráfica.

          COMENTÁRIOS AGORA