Noite de Rímas

Por , 1 Comentario
Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter
Quem diria.
Ontem era eu quem chorava,
Hoje sou eu quem riria.

Minhas farras acabavam de manhã.
Minha sorte ao meio dia.


De fato, tudo parece ter mudado.
Meu destino é sempre quem me guia.

Ainda lembro de coisas.
Coisas passando por debaixo do pneu do carro,
Coisas passando por uma cabeça que gira.


Hoje me contento quando acaba o expediente,
Hoje me contento com o fim do dia.

De repente era eu quem sonhava,
De repente era eu quem mentia.

A vida se tornou mais fácil.
À noite deito com meu notebook
Longe das linhas que tremiam.

Antes era eu quem dançava,
Hoje sou eu quem nessa noite dormia.

Até quando esse doce sonho me levará?
Ate o fim de sexta-feira, de tardizinha?

Aí vou poder me contentar
Com mais uma noite que se inicia.

1 comentários:

    COMENTÁRIOS AGORA